sábado, 21 de março de 2015

Phi Phi Island - Maya Bay e outras maravilhas




Nesse dia conhecemos a praia mais famosa da Tailândia, Maya Bay, onde foi gravado o filme “A praia”. Ela fica em uma ilha menor, Phi Phi Leh, ao lado da ilha principal, Phi Phi Don. As 8h30 chegamos na agência. Lá experimentamos as nadadeiras e pegamos o equipamento para snorkeling. Primeira parada foi Maya Bay, para tentar evitar a multidão. Não adiantava chegar mais cedo, porque a maré estaria muito baixa e a praia na sombra. O visual não é tão bonito. Chegamos às 9h e estava tranquilo. Quando deu 10h já estava cheio de gente. A praia realmente é linda. Aquela mistura de rocha, mata, areia branca, água de um azul espetacular e mar tão calmo que parece uma piscina. O melhor é que a água não é fria, da vontade de ficar horas ali. É a visão do paraíso, mas vi outras praias tão maravilhosas quanto por lá.




Após a sessão de fotos, cruzamos a ilha por uma trilha e chegamos a um pequeno mirante com um visual, na minha opinião, mais bonito que Maya Bay. Mar azul turquesa e uma rocha emergindo do mar. Lindo! 



Quando os grupos grandes começaram a chegar, fomos explorar o restante da ilha de Phi Phi Leh. Paramos numa parte na lateral de um paredão de pedra com uma pequena caverna. Essa é a melhor região para se avistar tartarugas. Conseguimos ver uma. Também mergulhamos na caverna o que foi bem legal.

A caverna fica à esquerda da foto.
Depois fomos para a parte atrás de Maya Bay, aquela que vemos do mirante.  Tem uma baiazinha parecida com a outra só que menor. Achei mais bonita que Maya Bay, por causa da cor da água. Almoçamos lá. O guia colocou umas esteirinhas na areia e serviu a comida em quentinhas de isopor. Para beber água e refrigerante e para sobremesa abacaxi e melancia. Inesquecível almoçar em um lugar como esse. Essa praia é legal para ver tubarão, apenas baby segundo nosso guia.


Depois seguimos para Phi Phi Don, a ilha principal. Aí conhecemos a Monkey Beach, mas não vimos nenhum macaco. A praia é bonita, mas perde para as demais.

No caminho de Monkey Beach....que água é essa?
Nessa hora perguntei ao guia sobre uma praia que estava super recomendada na internet, Wah Long. Ele disse que não seria possível ir por causa do acesso que era muito estreito para o barco, mas depois falou com o barqueiro e quando vimos estávamos passando por uma abertura em um paredão de pedra que levava à uma pequena baía. 


Além do visual lindo, o fundo do mar guardava a maior surpresa. Havia cardumes enormes e uma grande variedade de peixes. Foi uma das sensações mais incríveis que já senti estar rodeada por um cardume. Pra mim foi um dos pontos altos da viagem. Pena que o tempo foi curto.



Dali partimos  para a vila de Ton Sai, que é uma loucura. Gente pra todo lado, muitas lojas, restaurantes, agências de viagem e tudo mais que você quisesse. Paramos para trocar dinheiro em uma casa de câmbio (na vila próxima ao hotel não tinha nenhuma). Daqui a pouco aparece o guia com um saco cheio de banana e batata doce fritas. Que delícia! Falando do guia, foi o melhor de toda a viagem. Simpático, atencioso, profissional, ficou com a gente 1h30 a mais do que foi contratado.


A praia hoje estava uma piscina de água morna. Perfeita! O entardecer aqui é lindo também.



Após o jantar, tomamos um drink em um bar muito louco, todo rabiscado. O dono deu pra gente uma lata de lápis de cor para escrever no livro de visitantes e uma caixa de tintas para escrever na parede. Deixamos lá nossa marca.


 Era sábado e 11h já não tinha quase ninguém na vila. Realmente aqui não tem agitação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário